ilustração para check-list

O site americano PR Daily recomenda um check-list antes de escolher uma agência de comunicação. São oito perguntas que você deve responder quando estiver analisando as opções.

#1 O time da agência entende as suas necessidades?

É importante que a agência dê sinais de que captou exatamente o que você deseja do trabalho. Um bom sinal para saber se a agência está preocupada em ajudar você ou apenas em conquistar a sua conta é observar o seu comportamento de venda. No livro “The Psychology of Selling” Brian Tracy explica que o bom vendedor é aquele que faz muitas perguntas e procura entender as dores do potencial cliente.

#2 O tamanho da agência é adequado?

Não caia na armadilha do “orçamento grande, agência grande; orçamento pequeno, agência pequena”. Isso é bobagem. Em muitas agências grandes, os profissionais mais experientes se encarregam de vender o serviço. No entanto, a execução fica a cargo de gente menos experiente. Às vezes, na agência pequena é exatamente o contrário. Analise o custo-benefício que cada agência oferece. E coloque esse item entre os elementos da sua tomada de decisão.

#3 Há um alinhamento de capacidade por parte da agência? 

Outro ponto importante do check-list antes de escolher uma agência de comunicação é saber exatamente quais serviços vai demandar. Pode ser apenas assessoria de imprensa, mas talvez precise também de conteúdo para blog, redes sociais e outras atividades. Tenha em mente quais são as suas demandas e apure precisamente se a agência de fato tem expertise em todas as áreas.

#4 Há um alinhamento para a otimização do budget?

Muitos gestores se preocupam demais com o baixo orçamento para relações públicas e assessoria de imprensa. O fato é que em toda empresa o orçamento é magro para essa atividade. O tamanho do budget é menos importante do que a habilidade de gerar resultados com ele. Em outras palavras, você precisa escolher a agência que se comprometa a gerar o melhor resultado sabendo que o budget está definido — e não vai aumentar.

#5 Há franqueza sobre o contato na agência?

Na reunião de vendas, os sócios ou diretores da agência marcarão presença, mas talvez não sejam eles que atenderão sua conta. Peça, então, para conhecer a pessoa que atenderá você — pois é com ela que você se relacionará no dia a dia. Ela será o seu ponto focal, representará muito mais a agência do que os sócios ou diretores. Cuidado com o ‘fisga e troca’.

#6 O muro entre on e offline ainda existe na agência?

Este é um dos principais pontos do check-list antes de escolher uma agência de comunicação. Em geral, agências de assessoria têm origem na era offline. Ainda que tenham incorporado atividades domunod online, muitas vezes elas não têm verdadeiramente uma cultura digital.  Mas às vezes, agências que nasceram na era digital criaram uma área de RP. Essas têm a cultura digital, mas falta habilidade de comunicação.

#7 A agência se compromete com resultados?

Boas agências têm processos e habilidades capazes de garantir a mensuração de resultados de forma objetiva. Você deve exigir que os resultados sejam combinados e estabelecidos em contrato. Os tradicionais métodos de mensuração baseados em centimetragem não têm mais a mesma precisão nem o mesmo valor que já tiveram um dia. Analise os resultados de RP com base em SEO, links de inbound, tráfego, leads e vendas gerados por campanhas de RP.

#8 Existe empatia com a agência e com as pessoas?

Embora todos os itens anteriores direcionem a sua decisão para aspectos racionais, existe um componente emocional que não deve ser ignorado. Ao fazer um processo de seleção, é comum haver um empate técnico entre agências candidatas. Nessa hora, a escolha se faz de forma intuitiva por você ter gostado mais das pessoas, do ambiente ou da marca de uma ou de outra empresa. E a intuição ou mesmo a empatia pode, sim, ser usada como critério de escolha.

Fonte: DINO

Posted in Sem categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *